terça-feira, 16 de junho de 2009


Mais do que palavras e hipóteses, procuremos validar nossos princípios nos fatos que se apresentam. Na ausência dos fatos, a dúvida será sempre a opinião mais prudente, pois “a dúvida é considerada como condição necessária à busca da verdade.” (PIRES, J. Herculano. Agonia das Religiões, 1976)


Fábio Cezar

1 comentários:

Fábio Cezar disse...

Não confundamos a dúvida dos homens prudentes com a incredulidade dos céticos.